IFOOD DELIVERY
Ser Universitario
 
STONE

A importância do acesso a informações confiáveis e atualizadas para o desenvolvimento das pesquisas acadêmicas

11/07/2022 - 17:34h

Documento sem título

Por Natália Cabrini

É certo que o avanço das pesquisas acadêmicas e da literatura científica contribui amplamente para o desenvolvimento de determinados setores do país, bem como para a qualidade da educação e de segmentos que demandam elevada especialização profissional, em especial a área de saúde.

Neste sentido, o Brasil tem se destacado na elaboração de conteúdos científicos e apresentado crescimento superior, inclusive, ao da média mundial, conforme apontam os dados do boletim anual do Observatório de Ciência, Tecnologia e Inovação (OCTI), elaborado pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE).

De acordo com o levantamento, em 2020, a produção brasileira de artigos científicos cresceu 32,2% em relação ao ano de 2015, enquanto a produção global apresentou aumento 27,1%. Além disso, o Brasil foi responsável por 3,2% da produção mundial de pesquisas científicas, com mais de 372 mil publicações, em 2020.

A partir disto, para garantir o aumento contínuo da produção científica no país, é preciso munir os pesquisadores com ferramentas, iniciativas e projetos que possibilitem acesso a informações atualizadas e de alta confiabilidade, que promovam assertividade e qualidade na elaboração dos conteúdos.

No Brasil, a CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) exerce papel crucial para o desenvolvimento da área de pesquisas acadêmicas. Vinculada ao Ministério Da Educação (MEC), a fundação promove, por meio do Portal do Periódico, amplo acesso a conteúdos científicos a pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, que fazem parte de instituições de ensino associadas a ela.

Com um rico acervo de artigos e publicações científicas, as bases de conhecimento disponibilizadas aos pesquisadores exercem função primordial para o avanço da ciência ao garantir mais assertividade, agilidade e precisão na busca por informações atualizadas, confiáveis e de alto fator de impacto.

A importância das pesquisas científicas para o desenvolvimento do setor de saúde

É fato que a literatura científica se faz crucial para inúmeras áreas do conhecimento. Entretanto, devido à relevância e a responsabilidade de suprir demandas básicas da população, o setor de saúde exerce papel de destaque neste cenário.

Diante deste contexto, o levantamento realizado pelo CGEE apontou que a produção científica brasileira nas áreas da saúde dobrou sua participação na produção mundial nas duas últimas décadas, com expressiva diversificação de temáticas. Considerando os 35 principais agrupamentos analisados no estudo, 15 deles estão relacionados à alguma área ou tema de pesquisa em saúde.

Para se ter uma ideia da importância de informações atualizadas e de alta confiabilidade para o setor, o UpToDate®, uma ferramenta de suporte à decisão clínica baseada em evidências, registrou, desde fevereiro de 2020, com o início da pandemia, mais de 32 milhões de acessos a tópicos relacionados à Covid-19, realizados por mais de 1,3 milhão de médicos individuais, que utilizaram a plataforma para garantir assertividade nos atendimentos, confiabilidade das informações e, consequentemente, tratamentos mais adequados aos pacientes.

Além da melhora na qualidade do atendimento, o acesso a materiais com estas características posiciona médicos e hospitais como fortes aliados para o desenvolvimento de pesquisas clínicas no Brasil.  Isto ocorre porque, com os insumos necessários e a aplicação prática destas informações, é possível elaborar novas pesquisas, ainda mais completas, confiáveis e atualizadas.

Além da ampliação do volume de estudos científicos, observamos um aumento da busca por informações cada vez mais adequadas e baseadas nas evidências mais recentes. Isto ficou evidente durante o período de pandemia, em que o Ovid®, uma base de informações para pesquisas voltadas à saúde, registrou, nos meses em que o volume de transmissões estava no ápice, um aumento de 700% nas buscas por artigos completos sobre a doença e temas relacionados.

Desta forma, é visível que o desenvolvimento da literatura científica e a melhora da qualidade da saúde no país estão atrelados e formam um ciclo de benefícios para o todo o setor. O futuro das pesquisas depende diretamente do incentivo e dos investimentos em projetos, tecnologias e recursos que suportem as demandas dos pesquisadores e certifiquem a qualidade, confiabilidade e relevância das informações utilizadas para o desenvolvimento destes conteúdos.


Fonte: EPR

STONE EMPREENDEDOR

Compartilhe e exponha sua opinião...

Mais notícias
Veja todas as noticias